Sindicalistas contribuem com o projeto “Osasco que Queremos”

por adm publicado 05/06/2019 20h13, última modificação 05/06/2019 20h13
Lideranças sindicais e trabalhadores de várias categorias foram ouvidos na Câmara

Deniele Simões

A Câmara de Osasco promoveu, na noite desta terça-feira (4), mais um encontro do projeto “Osasco que Queremos”. Desta vez, representantes de sindicatos foram ouvidos para falar sobre o que esperam para o futuro do município e deram contribuições de melhorias nas áreas de saúde, educação, segurança pública e geração de emprego e renda.

O encontro presidido pelo Vereador Mário Luiz Guide (PSB), que é o idealizador do projeto “Osasco que Queremos”.

O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Serviços Públicos de Osasco e Cotia (Sintrasp), Antônio Rodrigues dos Santos, o Toninho, falou sobre as necessidades de Osasco para os próximos anos. “O que nós queremos é uma saúde pública de qualidade, através da valorização dos servidores públicos. A educação pública, da mesma forma”.

O sindicalista acredita que o município necessita de melhorias nas áreas de segurança pública, geração de emprego e renda e saneamento básico.

Para o Diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Gilberto Almazan, uma das principais necessidades do município é a geração de emprego, renda e programas de proteção social.

Essas necessidades, segundo ele, envolvem praticamente todos os municípios brasileiros, devido às mudanças geradas pela Reforma Trabalhista. Ele acredita que a tendência é de piora, caso a Reforma da Previdência seja aprovada.

Diante disso, o líder sindical defendeu a união de toda a sociedade na criação de projetos para incluir as pessoas no mercado de trabalho. “Um trabalho decente é fundamental para a gente nessa questão”, pontua.

A comerciária Ana Maria Rapini representou o Sindicato dos Empregados no Comércio de Osasco e Região (Sincomércio) e abordou as necessidades da classe.

Segundo Ana Maria, a reforma trabalhista ampliou jornada de trabalho e, como consequência, aumentou os problemas de saúde ocupacional.

A comerciária defendeu melhorias nas áreas da saúde, educação, segurança pública, emprego e qualificação dos jovens para ingresso no mercado de trabalho e requalificação dos desempregados.

O último a usar a palavra foi o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil de Osasco e Região, José Roberto Silva dos Santos. O sindicalista defendeu o tripé capital, trabalho e governo para que se possa avançar em políticas públicas.

“OSASCO QUE QUEREMOS“

O Projeto “Osasco que Queremos” é uma iniciativa do PSB que visa ouvir a população e os mais diversos segmentos da sociedade sobre o que é preciso fazer para ter uma cidade melhor no futuro.

O encontro com sindicalistas foi o segundo realizado na Câmara. O primeiro aconteceu em maio e reuniu lideranças empresariais.

O Vereador Mario Luiz Guide tem ouvido lideranças de vários setores para a construção do projeto “Osasco que Queremos”, além da população nos bairros. A ideia é compilar todas as sugestões para a elaboração de políticas públicas. 

error while rendering plone.comments