Osasco terá o maior canil público da América Latina

por adm publicado 22/10/2019 16h50, última modificação 23/10/2019 19h04
Anúncio foi feito durante Audiência Pública sobre bem-estar animal

Deniele Simões

Osasco terá o maior canil e gatil público da América Latina, até 2020. A notícia foi anunciada por representantes da Prefeitura do Município de Osasco (PMO), na noite desta segunda-feira (21), durante Audiência Pública promovida pela Câmara para discutir o tema “Bem-Estar Animal”.

Além do anúncio do canil, os representantes da PMO abordaram as políticas públicas em andamento na cidade na área de proteção e bem-estar animal, e acolheram pedidos e sugestões dos participantes.

O encontro, promovido pela Comissão Permanente de Política Urbana, Meio Ambiente e Defesa dos Direitos do Consumidor de Serviços Públicos Municipais, aconteceu a pedido do vereador Ricardo Silva (REP). O parlamentar presidiu a audiência e foi secretariado pelo vereador Ralfi Silva (PODE), que preside a Frente Parlamentar de Proteção Animal.

Também participaram do encontro o secretário municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Marcelo Silva, o diretor do Departamento de Fauna e Bem-Estar Animal, Fábio Cardoso, a presidente da Comissão de Defesa e Proteção Animal  da OAB Osasco, Dayse Carneiro, os médicos veterinários Fábio Shimizu e Tábata Shimizu, além de representantes do poder público, de ONGs que atuam com proteção animal e simpatizantes da causa.

O vereador Ricardo Silva explicou que o objetivo do encontro foi falar dos projetos propostos para o setor e avaliar as políticas públicas em andamento, com vistas à melhoria da cidade. “Estamos aqui para discutir o futuro da cidade”, disse.

Já o vereador Ralfi Silva lembrou que o orçamento para a Secretaria de Meio Ambiente, que cuida das políticas de bem-estar animal, aumentou de R$ 5 milhões, no final do governo anterior, para R$ 25 milhões, incluindo as emendas parlamentares.

Ralfi atribuiu a ampliação dos recursos à cobrança dos parlamentares que lutam pela causa animal. “Os vereadores são os responsáveis pelo voto e aprovação de todos os projetos executados na cidade”, justificou.

Ricardo e Ralfi apresentaram emendas com destinação de verbas para programas específicos de proteção animal.

Os veterinários Fábio e Tábata Shimizu fizeram uma apresentação sobre “direitos dos animais e deveres de seus tutores”. Eles passaram dicas de como cuidar bem dos pets e de como negociar a permanência de animais de estimação em condomínios residenciais.

Em nome da OAB Osasco, a Dra. Dayse Carneiro também abordou o tema “direitos dos animais”, e focou a apresentação na questão dos maus tratos aos animais e nos fatores que levam ao abandono.

Políticas públicas

Fábio Cardoso apresentou o trabalho realizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos na área de bem-estar animal. Ele falou sobre o serviço de microchipagem, iniciado no último dia 19/10. Segundo o biólogo, o serviço permitirá a realização de um censo animal, assim que todos os animais receberem o chip de identificação.

O especialista também falou sobre outros programas em andamento, como o Hospital Veterinário gratuito, o borboletário, que será remodelado, as feiras de adoção (pet days), os cães de trabalho da Defesa Civil e as ações de resgate de animais vítimas de maus tratos e abandono.

Fábio Cardoso também anunciou a construção, em Osasco, do canil e gatil mais moderno da América Latina. Segundo ele, a edificação deverá ser entregue à população até o final do ano que vem. “O canil vai ser construído em área de 4.400 metros e está na fase de captação de recursos”, explicou.

O secretário Marcelo Silva agradeceu o apoio para que o Hospital Veterinário se tornasse realidade em Osasco. “Todos os veterinários, protetoras, OAB, lideranças, para a gente, vocês são muito importantes. Sozinho, a gente não consegue absolutamente nada”. Antes de encerrar, o secretário falou com orgulho sobre o fato de o hospital veterinário da cidade ser referência para outros municípios. “É um exemplo para outras cidades”, concluiu o responsável pela pasta do Meio Ambiente.

Assista à Audiência Pública na íntegra: 

error while rendering plone.comments