Câmara de Osasco tem um dos menores custos por habitante no Estado de São Paulo

por adm publicado 07/11/2019 18h46, última modificação 07/11/2019 18h46
Casa legislativa tem número reduzido de vereadores e adotou medidas de austeridade para diminuir custos

Por Anderson Cavalheiro

Foi divulgado, nesta quarta-feira (6), um levantamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, que mostrou que a Câmara Municipal de Osasco possui um dos menores custos entre 645 cidades do Estado de São Paulo.

Quando observada a lista das Câmaras Municipais que mais gastam, considerando o custo por habitante, a cidade aparece no fim da lista, ocupando a 466º colocação entre as 645 cidades analisadas. Para se fazer uma comparação, a primeira colocada da lista custa R$ 861,35 por habitante, na Câmara de Osasco o custo é de apenas R$ 75,02 por habitante da cidade.

Austeridade

A atual gestão da Câmara Municipal de Osasco vem adotando várias medidas para a contenção de despesas, sem que isso comprometa os serviços para a população, a modernização dos processos legislativos e a valorização dos servidores.

O presidente da Casa legislativa, vereador Ribamar Silva, citou algumas decisões recentes para garantir o uso racional de recursos. “Nossa gestão vem tomando medidas de austeridade, como a decisão de não renovar o aluguel dos veículos que eram utilizados pelos parlamentares, a digitalização de processos e comunicações internas para possibilitar o ‘projeto papel zero’ e maior transparência, possibilitando à população acesso à informação de forma eficiente e participativa”, explicou Ribamar.  

error while rendering plone.comments