Câmara confere Cartão de Prata a um dos pioneiros do cachorro-quente em Osasco

por adm publicado 20/11/2019 14h20, última modificação 21/11/2019 10h51
Homenagem ocorreu na noite desta terça-feira (19), em Sessão Solene na Câmara Municipal de Osasco.

Por Charles Nisz

“Há mais de 50 anos, saí de Olinda para tentar a vida em São Paulo e fui recebido em Osasco, onde tinha alguns familiares. Aqui construí minha vida, constitui família e me envolvi nas lutas da cidade”. Assim João Batista Bezerra da Silva resume sua relação com a cidade de Osasco.

Por conta desse forte laço, de inúmeros serviços sociais e comunitários prestados em mais de cinco décadas na cidade, o Legislativo osasquense resolveu homenagear Silva com um Cartão de Prata. A honraria foi concedida pelo vereador Mário Cavalcanti, parlamentar entre os anos de 1989 e 2000 (sétima à nona legislaturas).

A homenagem, planejada em 2000, só foi concretizada 19 anos depois, na noite desta terça-feira (19), em Sessão Solene no plenário Tiradentes. A cerimônia foi presidida pelo vereador Josias da Juco (PSD) e secretariada pela vereadora Ana Paula Rossi (PL). O vereador De Paula (PSDB) e o secretário-adjunto de governo, Jorge Poio, representando o Executivo Municipal, também estavam presentes.

O vereador Josias da Juco abriu a sessão enaltecendo o trabalho social de Silva e sublinhando a justiça da honraria: “Apesar da demora para concretizar a homenagem, prevista no decreto legislativo 008/2000, ela faz jus ao trabalho comunitário do senhor Silva em áreas carentes da nossa cidade”.

Mário Cavalcanti, parlamentar da nona legislatura de Osasco e proponente da homenagem, ressaltou que Silva já tinha o título de cidadão osasquense, mas que o Cartão de Prata previsto em 2000 servia para enaltecer o trabalho de Silva: “Ele foi um dos pioneiros do cachorro quente em nossa cidade e sempre teve ampla atividade sindical e social”.

Ana Paula Rossi ressaltou a ligação de Silva com sua família: “Ele já era amigo do meu pai (o ex-prefeito de Osasco e ex-deputado federal Francisco Rossi) e esse é um momento especial a ser compartilhado também com a família do homenageado”.

Já o vereador De Paula relembrou a trajetória de Silva na cidade e comemorou que a homenagem aconteça, mesmo que 19 anos depois da propositura: “Ele é um homem simples, mas muito honesto e merecedor da placa”. Priscila Pedrosa, filha de Silva, se disse honrada com a solenidade: “A gratidão é a memória do coração e esse é o reconhecimento a alguém que trabalha por Osasco há 50 anos”.

Por fim, Silva subiu à tribuna para comentar o recebimento da placa. Ele agradeceu às equipes de Ana Paula, Josias e De Paula e, emocionado, relembrou sua trajetória na cidade. Para ele, o prefeito deveria valorizar a cultura do cachorro-quente em Osasco.

“Nossa cidade é a capital do cachorro quente. Uma estátua ou outro marco comemorativo similar iria enaltecer esse aspecto cultural de Osasco. Como consequência, isso iria gerar mais emprego e renda na cidade. Todo meu envolvimento na vida sindical e política de Osasco foi espontâneo e jamais fiz algo esperando retribuição ou agradecimento”.

error while rendering plone.comments